OBJETIVOS DO BLOGUE

Olá, bem-vindo ao blog "Chaves para a Sabedoria". A página objetiva compartilhar mensagens que venham a auxiliar o ser humano na sua caminhada espiritual. Os escritos contém informações que visam fornecer elementos para expandir o conhecimento individual, mostrando a visão de mestres e sábios, cada um com a sua verdade e experiência. Salientando que a busca pela verdade é feita mediante experiências próprias, servindo as publicações para reflexões e como norte e inspiração na busca da Bem-aventurança. O blog será atualizado diariamente com postagens de textos extraídos de obras sobre o tema proposto. Não defendemos nenhuma religião em especial, mas, sim, a religiosidade e a evolução do homem pela espiritualidade. A página é de todos, naveguem a vontade. Paz, luz, amor e sabedoria.

Osmar Lima de Amorim


quarta-feira, 2 de agosto de 2017

LIÇÕES A SEREM APRENDIDAS ATRAVÉS DO CONHECIMENTO DO KARMA (1ª PARTE)

"Quanto mais compreendemos a Lei do Karma, tan­to mais vemos o quanto devemos ser cuidadosos sobre nossos atos e pensamentos e como somos responsáveis para com o nosso próximo. Vivendo à luz desse conhe­cimento, aprendemos dia a dia certas lições.

1. A Paciência. Sabendo que a Lei do Karma é nos­sa grande auxiliar, se a servimos, e que não virá Mal al­gum para nós se trabalharmos com ela, sabendo, também, que ela nos abençoa, exatamente no tempo certo, e que o término disso tudo é o Bem final, aprendemos a gran­de lição da paciência, e aprendemos que a impaciência é um entrave ao nosso crescimento. Sofrendo, sabemos que estamos pagando uma dívida, e aprendemos, se so­mos sensatos, a não criar mais sofrimento para o futuro. Na alegria, agradecemos a sua doçura. A paciência inclui resignação e contentamento, e produz paz e segurança. 'Alcançou a perfeição' — diz o Bhagavad-Gïtã — 'o ho­mem que está contente com a sua sorte' (xviii, 45). Afas­te a ansiedade, a Lei não lhe dá atenção, e ela só produz novas aflições. E trabalhe calma e confiantemente.

2. A Confiança. A Lei, sendo divina, como é pos­sível nos sentirmos inquietos a propósito dela? Se es­tamos inquietos e se nos faltar confiança, mostramos claramente que não apreendemos a realidade da Lei. Es­tamos, realmente, bastante seguros sob as suas asas, e nada há a temer em todo o amplo universo, a não ser nossos próprios delitos. A confiança fortalece, ou antes, aprofunda a nossa Paz — essa quietude interna que todas as hostes de Mãra são impotentes para destruir, aquela paz mostrada tão perfeitamente na vida de Buda e na de Lao-Tsé. Nosso lar é o Cosmos, e a Lei é o grande an­fitrião que nos convida a ficar tranquilos e a esquecer a escuridão exterior. Onde quer que estejamos, a Lei é o nosso Protetor. (...)"

(Irmão Atisha - A Doutrina do Karma - Ed. Pensamento, São Paulo - p. 39

Nenhum comentário:

Postar um comentário